EXPURGO DE ALIMENTOS

Proteja seu Alimento

Expurgo de Alimentos

Por mais protegidos que estejam, armazéns também podem estar sujeitos a alguns tipos de pragas. Sendo assim é essencial entender as condições do local e identificar corretamente o problema para preservar a integridade dos grãos e cereais. E, é claro, oferecer sempre alimentos sadios a seres humanos e animais.

Para tanto, são necessárias medidas de higienização, limpeza, vedação ou tratamentos, como o preventivo e o curativo. Em alguns casos, o uso de inseticidas químicos será indicado, mas não há motivo para se preocupar com o contato entre as substâncias e os produtos armazenados. Mas vale a pena se informar um pouco mais sobre o que acontece no expurgo de alimentos. Vamos lá?

Como acontece a higienização do armazém para o controle das pragas?

A higienização é uma medida preventiva para conter a infestação de pragas. Ela é de extrema importância para ajudar na conservação dos grãos e vale para diversas áreas do armazém, como corredores, passarelas, túneis, elevadores, entre outros.

Depois que a coleta de resíduos de grãos é feita e o pó restante é varrido, a aplicação de química acontece, caso seja necessário. Os resíduos, por sua vez, são queimados, para não correr riscos de reinfestação nas unidades armazenadoras.

Os equipamentos também são devidamente pulverizados com inseticidas. Assim que todo esse processo estiver finalizado, o armazém pode receber novos grãos limpos e secos. É importante, porém, conservar o ambiente com 12 a 13% de umidade para favorecer o controle das pragas.

De quanto em quanto tempo deve se fazer o expurgo de alimentos?

O expurgo de alimentos deve ser realizado, de forma preventiva, sempre que o período de armazenagem dos grãos passar de três meses. Os inseticidas líquidos são aplicados sobre os grãos, assim que o carregamento acontece, para que permaneçam com a proteção adequada logo durante o transporte.

Neste momento, os grãos deverão estar descansados. Grãos quentes não podem receber esse tipo de procedimento, pois o contato com os produtos passa a ser ineficaz. O processo de esfriamento dura poucos dias, mas assegura um resultado bem melhor.

As doses de produto são calculadas de acordo com a tonelada de grãos e a espécie da praga. E aqui também um pulverizador é usado para que a aplicação seja homogênea, mesmo sobre grandes quantidades.

Por que contratar uma empresa especializada para esse procedimento?

É indispensável contar com uma empresa especializada e de renome para esse procedimento, como a Astral Saúde Ambiental RJ Zona Sul. Isso porque somente uma equipe preparada poderá descobrir o tipo de praga que infesta o armazém e orientar a dosagem correta.

Como se trata de alimentos, tudo deve ser feito com o maior cuidado possível, para que não aconteça nenhum tipo de contaminação inadequada. Portanto, uma supervisão constante é de suma importância em cada etapa desse processo.

Para completar, somente um olhar clínico poderá inspecionar cada metragem do armazém durante a higienização preventiva ou o método curativo. Sem o conhecimento adequado, a unidade armazenadora fica sujeita a ter uma reinfestação rapidamente.

E você não deseja colocar a sua safra em risco, não é mesmo?

Entre em contato com a Astral Saúde Ambiental RJ Zona Sul e comece agora mesmo a proteger o seu armazém!

Solicite Orçamento