PROGRAMA DE SEGURANÇA ALIMENTAR

Origem, Qualidade e Autenticidade dos Alimentos

Programa de Segurança Alimentar

O termo “segurança alimentar” é bem antigo. Ele surgiu na década de 1970, quando uma grande crise alimentar mundial ocorreu. O principal problema se deu no abastecimento de alimentos, que impedia uma ampla disponibilidade de alimentos básicos. O que, para completar, ainda afetava os valores e tornava-os quase que inacessíveis para a população.

A partir disso, ter um programa de segurança alimentar em vigor é de suma importância para empresas atuantes no ramo. Sem essa determinação bem planejada, as consequências podem ser devastadoras para o negócio, que perde a fidelidade do consumidor, tem as receitas afetadas e mancha sua reputação. Então, como proteger adequadamente a cadeia de suprimentos por meio dessa solução?

Como um programa de segurança alimentar é desenvolvido?

A intenção de um programa de segurança alimentar é rastrear, desde a matéria-prima, até o consumidor, todo o fluxo de produtos alimentícios. Para tanto, é realizada uma análise completa da proveniência de ingredientes, incluindo sua origem, qualidade e autenticidade.

Com esses dados em mãos, ficará mais fácil determinar se existe a possibilidade de riscos na cadeia de suprimentos, como possibilidades de contaminação e necessidade de medidas corretivas. Para tanto, são utilizadas ferramentas colaborativas tecnológicas para traçar esse caminho.

Além disso, esse programa precisa orientações importantes do Ministério do Desenvolvimento Social e da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Somente por meio delas é possível cobrir todas as exigências federais para que a venda e o consumo desses alimentos sejam seguros.

Quais fatores afetam a segurança alimentar?

Diversos fatores estão ligados à fala de segurança alimentar. Por exemplo, as mudanças climáticas causam inundações e secas, que influenciam a estabilidade do abastecimento de alimentos e até mesmo em seu transporte e armazenamento.

Além disso, ela é responsável pela escassez de combustíveis fósseis, utilizados para a produção de fertilizantes e pesticidas. Dessa forma, máquinas agrícolas e sistemas de irrigação não são bem aproveitados, visto que não se tem acesso a todos os produtos necessários para uma atividade completa.

Por fim, existe também a perda de biodiversidade: na medida em que ela diminui, o suprimento de alimentos fica mais vulnerável às dificuldades do clima e a escassez de água. Daí se reforça a importância de um programa que realize todo um acompanhamento para estudar esses empecilhos e prever o que pode ser feito para evitá-los ao máximo.

Por que contar com ajuda especializada na hora de desenvolver esse documento?

O monitoramento e o desenvolvimento de um programa de segurança alimentar de qualidade são processos longos. Por isso, o auxílio de uma empresa especializada, como a Astral Saúde Ambiental RJ Zona Sul, faz toda a diferença. Com esse investimento, todo o acompanhamento é realizado de forma minuciosa, através de uma coleta de dados impecável.

Todas as questões legais devem ser seguidas minuciosamente e, em meio a tantos detalhes, nada melhor do que um olhar profissional para assegurar o cumprimento de cada uma delas. Assim, o empresário pode sempre manter seu foco em outros detalhes que também são muito importantes para o bom funcionamento do negócio.

E, é claro, para que o consumidor tenha acesso a alimentos de qualidade. Agora que você já sabe que pode entrar em contato conosco, não perca mais tempo! A Astral Saúde Ambiental RJ Zona Sul está pronta para atendê-lo.

Solicite Orçamento